08 março 2012

Dia Internacional da Mulher

Desde 1975, quando foi instituído, o dia 8 de março relembra as lutas sociais, políticas e econômicas das mulheres, que protestavam principalmente por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto. Ao ser criada essa data, o objetivo não era apenas comemorar, mas  promover conferências, debates e reuniões onde se discuta o papel da mulher na sociedade atual. O objetivo é  tentar minimizar e, quem sabe um dia terminar, com o toda forma de preconceito e a desvalorização da mulher.


O papel feminino no Universo científico

Mesmo com a falta de acesso à educação científica, uma vez que não podiam ir à universidade e eram efetivamente impedidas de participar dos estudos filosóficos e matemáticos na idade média, já que a matemática era considerada inadequada para as mulheres e acima de sua capacidade mental; elas não estavam completamente ausentes do campo, assim como os homens formaram redes científicas informais, algumas mulheres ganharam acesso,também por canais informais como relata Betania Maciel em seu trabalho sobre Mulheres Cientistas

Princesa Elizabeth 
O potencial feminino para a ciência começou a ser defendido pelo filósofo francês Descartes. No fim  do século XVII Descartes foi reconhecido como feminista, ao defender a ideia de que:  "Se a mente operar independentemente do corpo, então nada poderá insinuar uma deficiência feminina." Ou ainda quando elogia sua correspondente Princesa Elizabeth de Bohemia "A excelência incomparável de seu intelecto é evidente, pelo fato que em muito pouco tempo você dominou os segredos das ciências e obteve um conhecimento perfeito."


Um longo caminho foi percorrido até que a francesa Marie Curie tenha  sido  primeira  mulher reconhecida como cientista, sendo a mais famosa do século XIX. Mas a história da mulher na ciência é muito mais antiga. Podemos citar o exemplo de algumas que figuram a Lista de mulheres cientistas antes do século 21, o da  sacerdotisa Em Hedu'Anna, da Babilônia, que ajudou a decifrar as estrelas e desenvolver os calendários;ou da  química Maria la Hebrea, que durante o Século 1, deu uma enorme contribuição à ciência  o tão útil banho Maria, utilizado até hoje; ou até mesmo a egípcia Ísis que segundo a mitologia teria inventado o processo de embalsamamento.


Maria la Hebrea
O destaque das mulheres no século XX e XXI


As três ganhadoras do Prêmio Nobel de Química no século XX
Apenas três mulheres compõem a lista dos laureados com o Nobel de Química no século XX, conforme Robson Fernandes relembra em seu artigo publicado na QNESC: a francesa Marie Curie em 1911 pelos serviços prestados ao avanço da Química pela descoberta dos elementos rádio e polônio ,  sua filha Irène Joliot-Curie  em 1935, em reconhecimento por sua síntese de novos elementos radioativos, e finalmente a britânica Dorothy Hodgkin em 1964 por seus trabalhos na determinação estrutural de várias  moléculas biológicas, entre estas a vitamina B12  e a penicilina, tendo também determinado a estrutura da insulina.
Mais recentemente, em 2009, a israelense Ada Yonath, do Instituto Weizmann, foi a quarta ganhadora do Nobel de Química, por desvendar a estrutura do ribossomo, uma estrutura celular central na produção de proteínas.
Ada Yonath
A seguir, Maria Vargas, Ana Maria Goldfarb e Gabriel Pugliese trataram do papel das mulheres na química em uma palestra sobre as ganhadoras do Nobel, como podemos assistir no vídeo.
                                        

No Brasil, desde 2009, FAPERN entrega o   Prêmio Mulher Cientista  que reconhece e valoriza constribuição feminina à ciência, homenageando as pesquisadoras que se destacam e contribuem para o desenvolvimento da ciência na região.

A Unesco também realiza concurso para Mulheres Cientistas. A premiação tem o objetivo de incentivar a presença da mulher na linha de frente do conhecimento e garantir visibilidade ao trabalho das pesquisadoras, além de oferecer condições favoráveis para a continuidade de projetos por meio de auxílio financeiro. O vídeo a seguir apresente a reportagem sobre a premiação do ano de 2011.


Nesse outro vídeo, mulheres engajadas em projetos inovadores,em em áreas como a nanotecnologia, a robótica e a astro-física na Europa, contam um pouco de suas histórias.

Esse post é nossa homenagem à todas as mulheres que contribuem das mais diversas formas para Ciência.
O Cientista Didático deseja à todas as mulheres um feliz dia!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário